Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Terapia Comunitária Integrativa – TCI

Publicado: Quarta, 04 de Março de 2020, 07h28 | Última atualização em Quinta, 05 de Março de 2020, 08h05 | Acessos: 493
imagem sem descrição.

A TCI é uma modalidade terapêutica que consiste em um espaço de acolhimento do sofrimento, partilha das inquietações, problemas ou situações difíceis, tanto quanto alegrias, vitórias ou histórias de superação. A TCI tem caráter preventivo, não curativo. Cada um torna-se terapeuta de si mesmo, a partir da escuta das histórias de vida que ali são relatadas.

Uma Roda de terapia comunitária é uma prática de cuidado de saúde em grupo para a escuta, acolhimento e partilha de problemas que muitas vezes são causadores de adoecimento mental como ansiedades, estresse, perdas de sono, tristeza profunda, dentre outros que afetam as pessoas em vários momentos da vida, podendo provocar agravos a sua saúde física e mental. Tem como objetivo promover a saúde mental dos estudantes universitários, propiciar a criação de redes de apoio, o resgate da autoestima e a redução das angústias e ansiedades do cotidiano, do trabalho e da vida acadêmica a fim de que os participantes das rodas de terapia possam construir uma rede de relações grupais que se configurem em rede de apoio e desenvolvimento individual e comunitário.

A TCI se apoia em cinco pilares teóricos: a pedagogia de Paulo Freire, a resiliência, a antropologia cultural, a teoria da comunicação humana (ou pragmática da comunicação humana), e o pensamento sistêmico. As pessoas sentam-se lado a lado, em roda, de modo que seja possível a visualização dos participantes entre si. Tais encontros de acordo com o fundador da TCI Adalberto Barreto se desenvolvem em cinco etapas, a saber: acolhimento, escolha do tema, contextualização, problematização e encerramento.

Os grupos são abertos (limitado o número de participantes apenas pela configuração do espaço físico), havendo a possibilidade de variação de participantes a cada encontro (em número e identidades), ou seja, uma vez participando de uma Roda, não há obrigatoriedade de comparecimento a todas as outras.

As Rodas de terapia acontecem quinzenalmente na sala De Bubuia e tem a duração de aproximadamente 1 hora e 30 minutos e são conduzidas pelos psicólogos do DAEST. Para participar não precisa de agendamento prévio basta comparecer no local e horário divulgado. No cartaz acima é possível encontrar as datas dos encontros.

Fim do conteúdo da página